Custo de produção de soja no MT apresenta queda de 6,9% na safra 2017/18

 

O Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea) apresentou estudo que mostra queda de 6,9% no custo de produção da soja no Mato Grosso (MT) na safra de 2017/18.  O volume de capital para cobrir o custeio da safra 17/18 é significativo, somando R$ 18,661 bilhões.

O estudo foi realizado a partir de um levantamento junto aos bancos que possuem recursos federais e livres, tradings, multinacionais de fertilizantes, sementes e defensivos agrícolas, revendas de insumos e sementeiras.

O objetivo foi obter o valor total financiado por esses agentes para o cultivo da oleaginosa mato-grossense. Já os recursos próprios foram medidos pela diferença dos demais agentes pelo valor total do custeio no Estado.

Conclusões do estudo

De acordo com a pesquisa, o funding da safra 2017/18 apresentou níveis não vistos desde a safra 08/09, com recurso próprio com menos de 20% de participação e necessidade do mercado custear mais de 80% da safra.

Os recursos livres dos bancos cresceram 3 p.p. devido a facilidade de acesso ao financiamento, algo não percebido quanto aos recursos federais na safra 2017/18. As multinacionais e revendas aumentaram seu share nesta safra e representaram juntas 52% do funding, comprovando a menor capitalização do produtor e a busca das operações de barter como ferramenta para completar o custeio da safra.

*Com informações do Imea